domingo, 7 de abril de 2013

Tenho o pé no gesso

O resultado de um adeus distraído quando deixei a M. na creche (God, será que sou mesmo assim tão desastrada!?).

Um grande espectáculo de terror, comigo a cair em frente às educadoras e aos amiguinhos (juro que até parece que a ouvi dizer: "Mãaaaeeeee, já me estás a envergonhar à frente dos meus amigos!!!" Pois. Parece que começo cedo.), a ser carregada pelos únicos dois homens ali perto (das obras, claro), 4 horas de espera no hospital com o meu pai a falar alto sobre como Portugal é tão melhor do que a Bélgica e depois de como a 2a Guerra Mundial teria sido ganha pelo Hitler se ele não tivesse traído a Rússia, muitas dores à mistura (não inteiramente físicas), uma radiografia que não mostra nada (ou o estagiário é que não viu nada) e uma bela bota de gesso e um par de muletas como souvenir!

Até Segunda-feira, estamos assim.

Que venham os livros e séries!!!

1 comentário:

Vee disse...

As melhoras! Deixa a criança desenhar no gesso :)