quinta-feira, 14 de agosto de 2014

O pior de se ser mãe.

Não são as dores nas costas durante a gravidez, ou não se ter posição para dormir. Nem são as noites mal dormidas, ou as horas a ouvir o choro dum mini-ser que nos desespera. Também não são as birras, trocar aquelas fraldas/material radioactivo, os marcadores pelas paredes ou chão, as nódoas de fruta nos sofás. Nem tão pouco são os telemóveis atirados para dentro de sanitas, ou os sapatos novos todos raspados ao final do primeiro dia.

O pior de ser mãe é o medo. O medo que nos congela quando um pensamento pior nos assola.

É o medo de perdermos tudo, num instante.

3 comentários:

Cris disse...

Oh se é...

Mi♥ disse...

E nunca melhora, não é Cris?

Pretty in Pink disse...

Acredito que seja =/ Mas tambem acredito que haja uma enorme compensação =)

Beijinho*